Opera System – comentarios sobre o sistema apos o teste

Melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

tenho um notebook I3 e 4gb de ram; recentemente fiza atualização do sistema operacional para última versão do windows 10 pro, mas, os navegadores de internet que uso, agora ficam consumindo muita memória e CPU. Como todos está ocorrendo isso; coisa que antes , com uma versão mais antiga do windows 10 isso não ocorria. Uso o edge, chrome, opera, vivaldi e com todos ocorre o mesmo problema; anteriormente abria 10 , 15 abas e rodava com tranquilidade, agora ficando 99% cpu, ram 80% e muita lentidão.

O que posso fazer para resolver isso?

1- todos os navegadores estão atualizados;

2- windows update ativo;

3- formatei e fiz instalação limpa do windows duas vezes e permanece o problema;

4- uso ccleaner, avg tuneUp, Comodo Antivirus 10, advance systen care;

5 – fiz teste de integridade de memória, HD, etc. nada de erro encontrado até agora;

Informações sobre a pergunta

Seja bem vindo a Comunidade Microsoft.

Para sermos mais assertivos na sua questão qual é a versão do Windows instalada anteriormente em seu equipamento? Qual é exatamente a marca e modelo de seu equipamento?

Lembro que o Google Chrome, Vivaldi e o Opera não são desenvolvidos pela Microsoft, sugiro que entre em contato com o suporte responsável por cada navegador de terceiro.

Melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Obs. Alguns dispositivos estão apresentando incompatibilidade com a atualização 1703. Veja nos links abaixo referente a algumas notificações sobre essa a atualização:

Analisando a sua questão, sugiro que execute as etapas abaixo para uma possível solução. Lembre-se de testar o comportamento ao final de cada etapa.

Etapa 1

Acesse o site do fabricante de seu equipamento e pelo modelo, baixe e instale todos os drivers mais recentes, como da placa de vídeo, placa de rede, USB. chipset, Bios, entre outros.

Etapa 2

Caso tenha um antivírus de terceiro instalado ou mais de um, sugiro que desinstale todos pelo Painel de Controle no ícone Programas e Recursos ou desabilite temporariamente nas configurações do próprio antivírus.

Nota: Muitos antivírus possuem uma ferramenta própria de remoção. Acesse o site do Software instalado para mais informações. Seu sistema não ficará desprotegido pois o Windows tem um sistema de segurança próprio que habilita automaticamente assim que reiniciar o computador.

Etapa 3

Desabilite todos os programas de terceiros, ou seja, uma Inicialização limpa, para verificar se alguns dos programas instalados em seu computador possam estar provocando esse comportamento.

Para inicialização limpa siga os passos abaixo:

  1. Na Área de Trabalho , pressione simultaneamente as teclas Windows + R para abrir o Executar;
  2. No Executar digite MSCONFIG e clique em OK para abrir a Configuração do Sistema;
  3. Na guia Serviços , assinale a opção Ocultar todos serviços Microsoft e clique em Desativar Tudo ;
  4. Clique em Aplicar e em OK ;
  5. Reinicie o computador.

NOTA: Este procedimento desabilita todos serviços e programas de terceiros. Você pode posteriormente, se o problema for solucionado desta forma, habilitar os programas e serviços que serão inicializados com o Windows, seletivamente, ao invés de manter todos desativados. Se o problema voltar após ativação da inicialização de um serviço ou programa em especifico, o problema está exatamente na inicialização deste software e é recomendável removê-lo.

Etapa 4

Execute uma limpeza de disco e uma desfragmentação do sistema para solucionar esse comportamento.

Para limpar os arquivos desnecessários siga os passos abaixo:

  1. No Iniciar digite Limpeza de disco para abrir as opções no Pesquisar e clique na opção Liberar espaço em disco excluindo arquivos desnecessários;
  2. Selecione a Unidade (C:) e clique em Ok.

Etapa 5

Limpe os arquivos temporários do sistema:

  1. Na Área de Trabalho, pressione simultaneamente as teclas de atalho Windows + R para abrir o Executar.
  2. Agora digite TEMP e clique em OK.
  3. Será aberta a pasta TEMP, por favor, exclua permanentemente todos os arquivos dentro da pasta, se alguns arquivos não forem apagados será normal pois os mesmos podem estar em uso.
  4. Novamente pressione simultaneamente as teclas de atalho Windows + R para abrir o Executar.
  5. Digite %TEMP% e clique em OK.
  6. Será aberta a pasta %TEMP%, por favor, exclua permanentemente todos os arquivos dentro da pasta, se alguns arquivos não forem apagados será normal pois os mesmos podem estar em uso.
  7. Novamente pressione simultaneamente as teclas de atalho Windows + R para abrir o Executar.
  8. Digite Prefetch e clique em OK.
  9. Será aberta a pasta Prefetch, por favor, exclua permanentemente todos os arquivos dentro da pasta, se alguns arquivos não forem apagados será normal pois os mesmos podem estar em uso.

Etapa 6

Execute o Verificador de Arquivos do Sistema (SFC.exe) para procurar e corrigir arquivos corrompidos:

  1. Clique simultaneamente nas teclas Windows + X;
  2. Nas opções que se apresentam cliquem em Prompt de Comando (Admin);
  3. Na tela Prompt de Comando digite SFC /SCANNOW e pressione Enter (esse procedimento levará alguns minutos).

Após a execução dessa ferramenta, será apresentado um relatório com os arquivos corrigidos ou não.

Etapa 7

Caso não resolva desabilite o recurso de Memória Virtual e arquivos de paginação seguindo os passos abaixo:

  1. Clique simultaneamente nas tecla Windows +X e nas opções que se apresentam clique em Sistema;
  2. Nas opções do lado esquerdo superior da tela clique em Configurações avançadas do sistema;
  3. Na aba Avançado , item Desempenho, clique em Configurações. ;
  4. Na aba Avançado clique na caixa Alterar. ;
  5. Desmarque a opção Gerenciar automaticamente o tamanho do arquivo de paginação de todas as unidades e marque a opção Sem arquivo de paginação;
  6. Clique em Ok e reinicie o computador.

Etapa 8

Crie uma nova conta de usuário e verifique o comportamento.

Para criar uma nova conta siga os passos abaixo:

  1. Clique simultaneamente nas teclas Windows + X;
  2. Nas opções que se apresentam clique em Prompt de Comando (Admin);
  3. No Prompt de Comando digite as seguintes linhas:
    • net user teste /add (enter)
    • net localgroup administradores teste /add (enter)

Entre com a conta Teste.

Etapa 9

Restaurar o Sistema a uma data anterior:

  • Clique em Soluções de Problemas > Opções Avançadas > Restauração do Sistema, escolha uma data e prossiga com os passos de restauração.
  • Corrigir erros na inicialização:
    • Clique em Soluções de Problemas > Opções Avançadas > Reparo de Inicialização.
  • Acessar o Sistema em Modo Seguro (Modo Diagnóstico):
    • Clique em Soluções de Problemas > Opções de Avançadas > Configurações de Inicialização > clique em Reiniciar > pressione a tecla 5 ou F5 para acessar o Modo seguro com Rede.
  • Restaurar o Sistema mantendo arquivos:
    • Clique em Soluções de Problemas > Restaurar o PC >Manter meus Arquivos.
  • Restaurar o Sistema apagando tudo:
    • Soluções de Problemas > Restaurar o PC >Remover Tudo.

Em todo caso se os passos acima não solucionaram o problema, para uma maior comodidade a Microsoft recomenda que você volte para a versão anterior do Windows 10 nas opções de Recuperação .

Nota: A Microsoft não recomenda o uso de ferramentas de limpeza de registro exemplo: CCleaner, MV RegClean 6.0, Ashampoo Registry Cleaner, EasyCleaner, etc. Essas ferramentas tem como finalidade excluir arquivos e chaves do Editor de registro do seu Sistema podendo causar danos irreparáveis ao Windows podendo levar a formatação do mesmo.

Para maiores informações sobre Tarefas de manutenção que melhoram o desempenho acesse o link abaixo:

Caso o comportamento persista, apresente mensagem ou código de erro, por favor, poste aqui novamente. Estamos à disposição.

Se essa informação foi útil, marque-a como resposta.

Veja se vocГЄ pode fazer o teste para Covid-19 e como funciona a triagem

O primeiro passo Г© nГЈo sair rumo Г s unidades de atendimento ou hospitais, mas recorrer ao atendimento por telefone ou internet

Em caso de apresentar os sintomas do novo coronavírus, como febre, tosse ou falta de ar, a primeira orientação é que o paciente fique em casa, mantenha o isolamento social por até 14 dias e procure os órgãos de saúde por telefone, aplicativo para celular ou internet.

Tanto o MinistГ©rio da SaГєde quanto as redes de saГєde pГєblica do estados oferecem formas de atendimento remoto para uma triagem dos pacientes que realmente podem estar contaminados com a Covid-19. Algumas plataformas, como a do governo federal opera com o auxГ­lio da inteligГЄncia artificial.

Na plataforma do governo federal, por meio de uma janela de atendimento automática, o usuário relata os sintomas apresentados e o próprio sistema, seguindo critérios pré-definidos, faz a seleção dos casos que requerem maior atenção.

Em seguida, o paciente Г© direcionado para o atendimento por telefone. Numa terceira etapa, o usuГЎrio recebe uma consulta por telemedicina (atendimento por vГ­deo) com um especialista que irГЎ avaliar os sintomas para, somente entГЈo, encaminhar o paciente para atendimento em uma unidade de saГєde fГ­sica mais prГіxima da sua residГЄncia.

Segundo dados do Ministério da Saúde, até o dia 14 de abril, 5,7 milhões de pessoas já buscaram os serviços do TeleSUS pelo telefone 136. Deste total, 2,4 milhões de usuários foram avaliados sobre os sintomas do coronavírus sem precisar sair de casa, sendo que 92,5% foram considerados saudáveis, 4,1% de baixo risco, 1% de risco moderado e 2,4% de risco alto.

Nos estados

Um exemplo do trabalho feito pelos estados é o Paraná em que, após um cadastro no site – www.coronavirus.pr.gov.br – ou no aplicativo Telemedicina Paraná, o usuário é direcionado para o preenchimento de uma ficha na qual irá relatar suas condições de saúde. Em seguida ocorre uma triagem. Se não houver suspeita de coronavírus, são passadas orientações sobre prevenção.

Se forem identificados sintomas que podem corresponder Г Covid-19, Г© iniciado um atendimento via WhatsApp com posterior direcionamento para atendimento mГ©dico por vГ­deo e finalmente o encaminhamento para uma unidade de saГєde mais prГіxima. Por meio da ferramenta o mГ©dico tambГ©m poderГЎ prescrever medicamentos e emitir atestado.

Em Curitiba, o atendimento inicial acontece pelo telefone (41) 3350-9000. Por este canal, o paciente descreve os sintomas e recebe as primeiras orientações. Caso sejam constatadas reações características da Covid-19, o usuário passa então por um atendimento de teleconsulta com um médico para posteriormente ser encaminhado a uma unidade de saúde, caso seja necessário.

Em casos de sintomas que sejam mais graves, como febre ou falta de ar, aí sim, a pessoa deve procurar imediatamente uma unidade de saúde pública ou particular. “É importante que todos sigam esses fluxos propostos, pois assim diminuem as chances de exposição desnecessária ao novo coronavírus, ao mesmo tempo em que se torna mais ágil e eficiente o sistema de saúde, tanto público, como particular, para atender pacientes mais graves, no momento correto”, declarou a superintendente de Gestão da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, Flávia Quadros.

Na capital paranaense, amostras respiratórias para exame do novo coronavírus também poderão ser coletadas em pessoas com quadro gripal que fazem parte do grupo de risco para complicações como bebês menores de 1 ano de idade e idosos acima de 70 anos; pessoas com doenças graves ou crônicas (cardiopatia, doença renal, pulmonar, etc) descompensadas; imunodeprimidos; gestantes; e outras situações especiais.

Como não existe remédio específico para a infecção pelo novo coronavírus, a médica infectologista da Secretaria Municipal da Saúde, Marion Burger, ressalta que o exame não altera a conduta clínica. “Todas as ações de isolamento, tratamento dos sintomas, repouso, hidratação e alimentação saudável não dependem do exame e devem ser adotadas para qualquer caso suspeito”, diz Marion.

Onde sГЈo analisadas

A anГЎlise Г© realizada nos 27 laboratГіrios centrais do Brasil, com o apoio de laboratГіrios particulares e universidades estaduais. No ParanГЎ, o Lacen-PR Г© o responsГЎvel por exames que integram a rotina para a vigilГўncia epidemiolГіgica, sanitГЎria e ambiental no estado.

Desde o inГ­cio do perГ­odo da epidemia, o laboratГіrio estГЎ atuando de maneira intensiva. Os colaboradores, entre bioquГ­micos, assistentes e estagiГЎrios, trabalham em escala para cobrir o expediente ampliado, entre 8 e 23 horas.

Diariamente, o laboratório recebe amostras de exames para identificação de vírus variados, dentre eles o coronavírus. A partir da entrada o resultado referente à Covid-19 sai em até 72 horas. São realizados cerca de 600 exames por dia. Aproximadamente 7,5 mil testes já foram realizados até o dia 13 de abril.

O trabalho de validação das amostras conta com o apoio de oito laboratórios, sendo sete privados: Hermes Pardini (MG), Fleury (SP), Rede D’Or (RJ), Genoprimer e Unimed, em Curitiba; Sabin, em Brasília; Dasa, em São Paulo e o laboratório do Hospital das Clínicas do Paraná, que é público.

Os laboratГіrios das universidades estaduais tambГ©m vГЈo ajudar o ParanГЎ nesse processo. Juntas, as universidades estaduais de Londrina (UEL), MaringГЎ (UEM), Ponta Grossa (UEPG), do Centro-Oeste (Unicentro) e do Oeste do ParanГЎ (Unioeste) terГЈo capacidade para avaliar atГ© 700 amostras por dia.

Testagem em massa

Recentemente, a Organi­zação Mundial da Saúde (OMS) orientou que a testagem seja ampliada, pois muitos dos infectados são assintomáticos e não irão apresentar sintomas, correndo assim o risco de contaminar outros grupos. Com o teste em massa é mais fácil aplicar o isolamento dos contaminados para impedir a propagação do vírus. Entretanto, a falta de insumos e a grande procura de testes por países do mundo todo têm dificultado a aplicação deste protocolo não só no Brasil, como em outros lugares.

Nesse sentido, a Coreia do Sul Г© apontada com um exemplo. O paГ­s asiГЎtico ficou mundialmente conhecido por aplicar os testes contra a Covid-19 usando estruturas parecidas com drive thru, onde os motoristas eram examinados sem precisar sair do veГ­culo, mesmo que nГЈo apresentassem nenhum tipo de sintoma.

Em seguida, os resultados eram enviados por mensagens de texto com instruções de como se comportar. Graças a ações como essa, o país conseguiu desacelerar as transmissões apenas dois meses depois do registro do primeiro caso.

O Ministério da Saúde tem buscado seguir as recomendações da OMS e ampliar os testes para outros grupos, que não apenas os prioritários e graves, mas encontra alguns entraves. Em boletim epidemiológico divulgado no dia 9 de abril, o órgão diz prever a aquisição de 22,9 milhões de testes moleculares e sorológicos, tendo recebido a programação de entrega referente aos contratos realizados com a instituição produtora de insumos de 9.183.072 unidades até julho de 2020. Deste montante, foram efetivamente entregues apenas 904.872 testes, equivalente a 9,9% do total. No mesmo documento, o Ministério da Saúde faz o alerta de que as restrições logísticas vêm se agravando significativamente, podendo impactar na entrega dos kits.

Em entrevista coletiva realizada no último sábado (11), o Ministério da Saúde deu indícios de que está se preparando para realizar a testagem em massa da população. A conferência foi comandada pelo até então secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira. Segundo ele, o Brasil poderá realizar em breve entre 30 mil e 50 mil testes por dia para diagnosticar a Covid-19. Atualmente são realizados cerca de 4 mil. Ele afirmou na ocasião que não será possível fazer o teste em todas as pessoas, mas será feito em quantidade suficiente para analisar a propagação da doença.

Testes rГЎpidos

Oliveira afirmou ainda que serão criados centros de coleta, onde as pessoas com sintomas leves farão os testes e receberão o resultado pelo celular em até 36 horas. “Ainda não implementamos porque estamos esperando as máquinas serem instaladas no parceiro privado que ganhar a concorrência. Estamos trabalhando para que isso ocorra o mais brevemente possível. Devemos iniciar o piloto em Curitiba e no Rio de Janeiro, com as máquinas da Fundação Oswaldo Cruz. Estamos em parceria com o Instituto Butantan para o estado de São Paulo.”

O então secretário garantiu também que até o final deste mês o Brasil terá muitos testes para realizar. De acordo com ele, o país irá iniciar em breve uma estratégia para testagem de casos leves e que isso vai ocorrer de forma gradual. Primeiramente será necessário garantir que os casos mais graves sejam identificados corretamente para um manejo cuidadoso dentro dos hospitais. Outro problema apontado é o gargalo encontrado em razão da incapacidade dos laboratórios executarem as análises dessas amostras. Atualmente existem mais de 150 mil exames em investigação. “Eu acredito que nenhum país fará tantos testes quanto o Brasil está se organizando para fazer”, concluiu.

Testes de Sistema

Mauricio Volkweis Astiazara

Publicada em 15 de set de 2020

Baixe mais arquivos em http://pastadomau.wikidot.com.
Este trabalho tem como objetivo mostrar a importância dos testes no desenvolvimento estruturado de software, passando pelas fases desta etapa e os tipos de teste utilizados em cada fase. Aborda também os métodos para uma correta aplicação dos testes de forma eficiente, visando a produção de um sistema com qualidade.

  • 0 comentários
  • 1 gostou
  • Estatísticas
  • Notas

Seja o primeiro a comentar

  1. 1. UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASILCENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TESTES DE SISTEMA MAURICIO VOLKWEIS ASTIAZARA IGOR CASA NOVA DOS SANTOS Engenharia de Software I Torres, Junho de 2001
  2. 2. Introdução Este trabalho tem como objetivo mostrar a importância dos testes no desenvolvimentoestruturado de software, passando pelas fases desta etapa e os tipos de teste utilizados em cadafase. Aborda também os métodos para uma correta aplicação dos testes de forma eficiente,visando a produção de um sistema com qualidade.
  3. 3. Testes1 Objetivo O propósito dos testes é evitar “surpresas desagradáveis” depois que o sistema entra emfuncionamento. O propósito da análise estruturada é evitar surpresas desagradáveis nos testes.Os dois estão intimamente relacionados.2 Tipos de Teste Durante as quatro fases de teste de um projeto são aplicados testes que podem serclassificados em duas categorias: Testes Estruturais e Testes Funcionais. Antes de entrarmosnas fases do teste veremos como são caracterizados estes dois tipos de teste. 2.1 Testes Estruturais São também chamados de testes de Caixa Branca. Preocupam-se em verificar como asfunções são implementadas. Assim além de detectarem o erro, podem ajudar de modosignificativo na sua correção. São constituídos de atividades de verificação que normalmenteincluem a análise da especificação do projeto, do código do programa e do fluxo de dados.Esse tipo de análise é classificada como estática, pois o programa não ou módulo nãonecessita necessariamente estar em execução para que ela sejam efetuadas. Os testes estruturais procuram analisar como as funções são implementadas Os testes estruturais podem ajudar a descobrir funções ausentes no programa, erro nasexpressões aritméticas, declaração de tipos necessária, diferenças entre áreas de dadoscompartilhadas, erro nas interfaces de módulos (parâmetros) e não cumprimento de padrões. Exemplos de técnicas aplicadas no testes estruturados:• Análise da estrutura de controle;• Técnicas baseadas em lógica matemática;• Inspeções;• Testes de mesa;• Programas verificadores de estrutura;• Teste baseado na cobertura: é aquele em cada comando do módulo é executado ao menos uma vez;• Teste baseado na cobertura de desvios: testa cada decisão e segue todos os desvios da decisão;• Teste da cobertura dos caminhos DD: um caminho DD é a seqüência de comandos que se inicia no resultado de uma decisão e termina na próxima decisão;• Teste baseado na complexidade: procura orientar o esforço do teste para as partes mais complexas do código, onde é mais provável a existência de erros. Para métrica da
  4. 4. complexidade utiliza-se uma das diversas técnicas existentes como a métrica de Halstead, número ciclomático de complexidade de McCabe e a complexidade da variável de controle de McClure. 2.2 Testes Funcionais São também chamados de testes Caixa Preta. Preocupam-se em testar se as funçõesrealizam as tarefas corretamente independente do modo como o façam (só interessa se asrespostas estão corretas ou não). Estes testes são executados depois do teste de estrutura e temcomo objetivo validar o que foi feito na etapa anterior, aprovando ou não. Os testes funcionaissão realizados com o programa ou módulo em execução, por isso é chamado de análisedinâmica. O processo de um teste funcional envolve os seguintes passos:1 Selecionar um conjunto de dados de entrada com os quais se executará o programa;2 Determinar a saída que se espera ser produzida;3 Executar o programa;4 Comparar os resultados produzidos pelo programa com o que era esperado. Passos para a realização de um teste funcional. Diferentes aspectos da funcionalidade do programa devem ser testados nesta fase e paracada um deles existe uma metodologia para a produção de dados de teste (primeiro passo,acima). Por isso os testes funcionais se dividem nas seguintes etapas:1 Teste de Via Normal (ou Caminho Normal)2 Teste de Via de Erro (ou Caminho de Exceção)3 Teste de Estado Transiente4 Teste de Desempenho (ou Performance)5 Testes Especiais 2.2.1 Teste de Via Normal Este teste é derivado do Dicionário de Dados. Consiste em gerar um grupo de entradasválidas para verificar se o sistema executa o que foi exigido na especificação estruturada. Casos de teste devem ser derivados para cada item no dicionário de dados e para cadafluxo de dados composto seguindo o que foi especificado no dicionário de dados. Gerar todasas possibilidades de dados para cada item é impossível, ao invés disso devemos concentrar ostestes nas chamadas situações limite, que pode ocasionar a maior parte dos erros. Pode-seainda acrescentar um valor intermediário, com a objetivo de abranger todas as faixas devalores (inferior, médio e superior). Em geral as situações limite devem ser testadas nosseguintes aspectos: • Limites de Entrada: limites superiores, inferiores e outros associados com as entradas do sistema. A finalidade destes testes é verificar se o sistema aceitará
  5. 5. entradas dentro dos limites da especificação. Por exemplo: se a especificação indica que uma entrada do sistema deve ser uma string de 1 a 40 caracteres devemos testar se o sistema funcionará com strings de 1, 20, 39 e 40 caracteres. • Limites de Saída: limites superiores, inferiores e outros associados com as saídas do sistema. Por exemplo: se um sistema de folha de pagamento que supostamente deve ser capaz de produzir contracheques de seis dígitos, obviamente é uma boa idéia construir-se casos de teste que produzam este tipo de contracheque. • Limites Funcionais: para assegurar que as funções descritas na especificação do processo sejam executadas corretamente em situações limite. Por exemplo, um módulo OrdenaTab que ordena uma tabela de itens. Os limites funcionais seriam testados utilizando-se uma tabela vazia, uma tabela com somente um item, uma com itens já ordenados, uma com itens iguais e outra com o limite máximo de itens (se houver). Uma vez definidos os conjuntos de valores válidos para cada item do dicionário dedados, eles devem ser combinados gerando uma gama de valores de entrada para o teste devia normal. Isso poderia ser feito utilizando-se um banco de dados com os conjuntosescolhidos e aplicando-se a operação de produto cartesiano sobre eles. Em alguns casos otamanho deste banco de dados pode tornar-se um transtorno, não sendo viável realizar o testecom todos os valores obtidos ou até mesmo não sendo possível completar o banco de dados.Mesmo nesses casos a equipe deve estar ciente que o sistema deve ser capaz de manipularqualquer uma dessas entradas. Tomemos agora um exemplo prático de teste de via normal para entrada a partir de umdicionário de dados simples, que segue a seguinte notação: Símbolo Significado= É composto de+ E < >Iteração (mínimo, tipo de dado, máximo) – Intervalo de valores[ | | ] Escolha Múltipla Dicionário Exemplo:Cod_quarto = 1 – 1000Status = [ “vago” | “ocupado” ] A partir do que está especificado neste dicionário podemos derivar os seguintesconjuntos de dados válidos:Cod_quarto =(1, 500, 1000)Status = (“vago”; “ocupado”) Combinando-se os valores obtemos as seguintes entradas válidas: Cod_quarto Status1 “vago”500 “vago”1000 “vago”
  6. 6. 1 “ocupado”500 “ocupado”1000 “ocupado” 2.2.2 Testes de Via de Erro Semelhante ao de via normal, porém entra com dados inválidos no sistema para avaliarseus tratamentos de erros, que deve ser recusá-los, evitando a produção de saídas inválidas ouaté mesmo o travamento do sistema. Esses dados inválidos são geralmente de dois tipos: 1 Casos que infrinjam os limites de entrada (citados nos testes de via normal) como porexemplo, para uma entrada de valor numérico que deve ser um valor de 1 a 10, um conjuntode dados inválidos para teste poderia ser –1,0,11,15. 2 Valores incompatíveis com o tipo de dado esperado, como por exemplo, para a mesmaentrada numérica acima o conjunto de dados poderia ser 1A, w, #?, (vazio). Cada conjunto de dados inválidos substituirá o seu respectivo conjunto de valoresnormais de cada vez, que foram usados no teste anterior (via normal). Efetua-se a combinação(produto cartesiano) nesse novo arranjo de conjuntos obtendo-se um conjunto de entradasinválidas, que contém um único erro (que está no item que teve seu conjunto normalsubstituído pelo inválido). Somente um conjunto de dados inválidos será combinado com o devias normais de cada vez, produzindo um único erro por entrada. Não se deve produzirentradas com combinações de erros ou entradas com um dado com múltiplos erros. Seguindo o mesmo dicionário do exemplo anterior, podemos estabelecer os seguintesconjuntos de dados inválidos:Cod_quarto = (0, 1001, “M#”)Status = (“vag1”, 2) Iniciamos a substituição pelo do primeiro item de dado (Cod_quarto) e efetuamos acombinação com os dados válidos. Assim se seguirá com o resto dos conjuntos. Cod_quarto Status0 “vago”1001 “vago”“M#” “vago”0 “ocupado”1001 “ocupado”“M#” “ocupado” 2.2.3 Teste de Estado Transiente Os testes derivados até agora seriam suficientes para testar um sistema que não tivessenenhuma memória, que tratasse cada entrada de modo independente do que tivesse acontecidoantes. Porém para sistemas com vários estados transientes será necessário agrupar os testesem seqüências. A seqüência de testes pode ser organizada para forçar o sistema em cada umdos estados possíveis e testar o seu desempenho nesse estado. Para derivar um conjunto
  7. 7. completo de seqüências de teste deve-se listar os estados em memória para cada fluxo dedados de entrada e realizar uma seqüência de teste para cada estado. 2.2.4 Teste de Desempenho Visa verificar se os requisitos de tempo e volume especificados na análise foramrealmente atendidos. Este tipo de teste é essencial para grandes sistemas em-linha, mas podeser desnecessário para pequenos sistemas em lote ou para qualquer tipo de sistema em que ohardware seja uma pequena parte do custo geral do sistema, e que seja facilmente expansível(por exemplo adicionando mais memória ou atualizando o processador). Na maioria dos casos de teste de desempenho preocupa-se com o rendimento, tempo deresposta e capacidade de banco de dados. Pode não ser prático ou mesmo possível criarentradas reais suficientes e carga suficiente no novo sistema para verificar se o seudesempenho é satisfatório, porém pode-se utilizar uma série de técnicas de simulação. Pode-se enganar o sistema em operação como se ele tivesse um pesado volumereduzindo o hardware disponível. Por exemplo rodar o sistema em máquina com somente8MB de memória ao invés de 64MB. Outra maneira é a partir de um pequeno volume de dados efetuar centenas de cópias ouaté milhares para se obter o volume necessário. Naturalmente essas simulações são subterfúgios não garantem a geração de resultadosperfeitos. 2.2.5 Teste Especiais Seria ingenuidade pensar que qualquer sistema, independente de sua complexidade,poderia ser completamente testado na sua funcionalidade pelos testes descritos anteriormenteque são derivados da especificação estruturada. Alguns precisam claramente de testesadicionais para lidarem com suas naturezas particulares. Já que estes testes não podem serderivados da especificação estruturada eles devem ser colocados explicitamente naespecificação estruturada antes que ela seja considerada completa. Isto manterá o conceito deque todos os testes têm como base a especificação estruturada.3 Fases do teste A abordagem estruturada teve grande influência na etapa de teste, assim como nasoutras fases de desenvolvimento de software. O teste tem sido formalizado como umprocedimento de quatro fases como descrito abaixo. 3.1 Teste de Unidade O teste de unidade consiste em se aplicar o teste estruturado e o teste funcional paracada função, sub-rotina ou módulo. O teste de unidade normalmente é realizado peloprogramador como parte da etapa de codificação. O teste de unidade sozinho não garante que ao unirmos os módulos testados teremos umsistema funcionando com sucesso, mas garante que módulo testado chegue a fase deintegração cumprindo o seu objetivo lógico, a sua função.
  8. 8. No teste de Unidade cada módulo é testado individualmente quanto a estrutura e funcionalidade 3.2 Teste de Integração O teste de integração consiste em se aplicar o teste estruturado e o teste funcional sobreuma hierarquia de módulos, como um subsistema ou o sistema completo. O objetivo do testede integração é verificar se cada módulo funciona corretamente dentro da estrutura decontrole e checar se as interfaces dos módulos (a comunicação entre eles) estão corretas. Nos teste de integração é checada a comunicação (dados, controles) entre módulos. O teste de integração tem diferentes abordagens: bottom-up, a top-down, e a middle-outsão as básicas, mas existem outras variações. A seguir veremos mais detalhadamente cadauma delas. 3.2.1 Bottom-up O nome desta estratégia significa do fundo para cima e segue este princípio naintegração dos módulos, iniciando pelos módulos de nível mais baixo de forma ascendente atéchegar aos níveis mais alto. Direção da integração na abordagem Bottom-up Esta estratégia de integração requer a construção de acionadores, que é um módulotemporário responsável pelo teste. O acionador chamará o módulo que esta sendo testadopassando-lhe como parâmetro os dados do teste e recebendo o que o módulo retorna (se omódulo testado precisa de parâmetros ou retorna valores). A estratégia Bottom-up tem apresentado vários problemas à fase de integração: • acionadores podem exigir grande esforço pra serem desenvolvidos de modo a simularem de modo fiel o sistema, além disso podem ser uma fonte adicional de erros; • as funções de alto nível do programa são testados por último, retardando a descoberta de erros que podem ser cruciais; • erros de interface podem aparecer muito tarde, aumento de forma proporcional a dificuldade de correção. 3.2.2 Top-down
  9. 9. Na estratégia top-down (do topo para baixo) os módulos de alto nível são integrados etestados em primeiro lugar. Desse modo o teste segue de modo descendente na estruturahierárquica. O teste top-down requer a criação de módulos temporários chamados stubs. Omódulo stub representa o módulo de nível logo abaixo do módulo que está sendo testado. Amedida que o teste continua e se desce na estrutura, cada stub é substituído pelo módulo real enovos stubs para esse módulo são criados. Direção da integração na abordagem Top-down Os módulos stubs podem ser de diversos tipos, cada tipo pode auxiliar de mododiferente no teste do sistema:• Não executar nada. Não é muito útil mas fácil de implementar;• Exibir uma mensagem indicando que foi chamado. Útil para verificação do fluxo de controle do sistema;• Exibir um terminal, permitindo que o responsável pelo teste passe dados e tempo de execução para o módulo superior;• Retornar um valor constante, um número aleatório ou um número de uma tabela de teste.• Ser uma versão simplificada do módulo real;• Testar ou exibir os dados com os quais foi chamado;• Aguardar certo tempo. Esse tipo de stub é útil em sistemas de tempo real ou sistemas operacionais nos quais é preciso assegurar-se de que o sistema funcionará corretamente com um módulo que consumirá, por exemplo, 19 milésimos de segundo. Também pode ser utilizado para simular o acesso a um hardware que demorou tantos milésimos de segundo para estar pronto. Substituição dos stubs pelos módulos a medida que segue o teste. A estratégia top-down oferece importantes vantagens sobre a bottom-up:• As funções de alto nível são testadas em primeiro lugar;• O teste de integração pode começar mais cedo porque os módulos de alto nível podem ser codificados em primeiro lugar e podem ser testados com stubs;
  10. 10. • Os stubs são mais fáceis de serem construídos que os acionadores. Problemas com a abordagem top-down:• Importantes funções de alto nível são testadas bem tarde no processo de desenvolvimento. Problemas nessas funções podem forçar a um tardio reprojeto de funções de alto nível;• Às vezes pode ser difícil construir os stubs simulando efetivamente o modo real. 3.2.3 Middle-out Em pequenos programas, faz pouca diferença qual abordagem de integração é usada.Neste caso, teste de unidade e teste e integração são freqüentemente combinados em umaetapa. Em grandes projetos porém, prefere-se mais formalidade na separação das etapas deteste. Prefere-se, também uma abordagem que combine as técnicas top-down e middle-out afim de minimizar seus problemas e aproveitar melhor suas vantagens. Middle-out significa domeio para fora, neste caso o meio não significa exatamente a metade da estrutura, mas sim aparte principal do projeto, que pode estar localizada em qualquer região. Abordagem Middle-out: partindo do módulo principal. Inicia-se a integração a partir dessa parte crucial e pode-se seguir tanto para cima oupara baixo, de acordo com a importância dos módulos. Dessa maneira têm-se a garantia deerros em partes importantes sejam descobertas tardiamente, forçando a uma reprojeção dosoutros módulos. Esta estratégia tem sido a que produz os melhores resultados, sendo a adotada pelamaior parte dos desenvolvedores. Existem variações sobre esta estratégia sobre comopercorrer a estrutura. 3.3 Teste de Sistema É executado após o teste de integração e é basicamente um teste funcional aplicadosobre a estrutura já integrada na fase anterior. O objetivo é descobrir implementaçõesincorretas ou falta de implementação das especificações dos requisitos e corrigi-las. As partesmais importantes do sistema e mais freqüentemente usadas devem ser testadas maisexaustivamente. 3.4 Teste de Aceitação A fases anteriores de teste serviam para detectar erros afim de corrigi-los. Mas no testede aceitação não é mais uma etapa de correção. O teste de aceitação é a mais pura forma deteste funcional, determinando se o projeto atingiu seu alvo ou não, pois o teste de aceitação éo que foi exigido na especificação (requisitos do usuário) estruturada produzida pela atividadede análise .
  11. 11. Análise  Especificação Estruturada  Geração do Teste de Aceitação O teste de aceitação é efetuado elaborando-se um plano de teste e aplicando-se o testefuncional, visto em tipos de teste, no programa, como visto abaixo:1 Elaborar Plano de Teste2 Aplicar Teste Funcional 2.1 Teste de Via Normal (ou Caminho Normal) 2.2 Teste de Via de Erro (ou Caminho de Exceção) 2.3 Teste de Estado Transiente 2.4 Teste de Desempenho (ou Performance) 2.4 Testes Especiais 3.4.1 Elaborar Plano de Teste É o passo mais importante, pois uma vez desenvolvido é usado por todas as atividadessubseqüentes. O plano de teste deve cobrir o estabelecimento do pessoal para testar o sistema,um esboço das normas de teste e um relatório de tempo estimado e recursos necessários aatividade de teste. O objetivo inicial do plano deve ser a definição de uma pessoa ou grupo de pessoasresponsável por testar o sistema. Esta pessoa (ou grupo) deve ser alguém diferente das pessoasque desenvolveram os sistema. Na verdade quanto mais afastada do projeto a pessoaresponsável, mais objetivo e profundo será o procedimento do teste. Pode-se até mesmocontratar uma organização externa (como uma firma de consultoria de software) para realizaro teste. De qualquer forma, o teste deve ser feito por alguém que entenda que o processopossui a finalidade expressa de encontrar erros e revelar falhas do sistema. Precisam ser desenvolvidos procedimentos e padrões para a construção de casos deteste, documentação de resultados, convenção de nomeação, armazenamento e recuperaçãopara grupos (ou arquivos) de dados de teste. 3.4.2 Aplicar Teste Funcional O teste funcional é aquele visto na parte de Tipos de Teste, que agora deve ser aplicadode modo global no programa de modo a validá-lo, resultando na sua aprovação ou reprovação.
  12. 12. Conclusão Durante a realização deste trabalho concluímos que a análise estruturada possibilita odesenvolvimento de software de qualidade, mas a etapa de teste é a que fornece maior retornoao desenvolvedor, tanto em relação ao atendimento dos requisitos do usuário quanto aoprogresso do projeto. Devendo portanto, receber a mesma dedicação e provimento de recursosque as outras etapas da análise estruturada.
  13. 13. Bibliografia1. YOURDON, Edward. Administrando o Ciclo de Vida do Sistema. Rio de Janeiro: Campus, 1989.2. PAGE-JONES, Meilir. Projeto Estruturado de Sistemas. São Paulo: McGraw-Hill, 1988.3. MARTIN, James; MC CLURE, Carma. Técnicas Estruturadas e Case. São Paulo: Makron, 1991.

LinkedIn Corporation © 2020

Compartilhar painel de recortes

Painéis de recortes públicos que contêm este slide

Selecionar outro painel de recortes

Parece que você já adicionou este slide ao painel

Melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • Binomo
    Binomo

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FinMax
    FinMax

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Like this post? Please share to your friends:
Como negociar opções binárias
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: